fbpx

A importância da empatia nos negócios durante a pandemia

Empatia nos negócios durante a pandemia

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Estamos em tempos sem precedentes. A crise do COVID-19 está tendo um impacto devastador em todo o mundo. O mercado de ações caiu, escolas fecharam, eventos foram cancelados, empresas estão fechando as portas e cidades inteiras (até países) estão em quarentena. Grandes navios de cruzeiro estão em quarentena no mar. Os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados. Esportes profissionais estão suspensos. Estamos trabalhando em casa, colados às mídias sociais e estamos nervosos.

Somos uma comunidade que se reúne, mas agora nos dizem para ficarmos separados. Então, como ficamos conectados com nossos colegas de trabalho e clientes durante esse período surreal? Alguns de nós estudam em casa com os filhos enquanto tentam trabalhar remotamente. Pode parecer estranho, mas não há problema em ser vulnerável, honesto e empático na esfera do trabalho. De fato, se você é um líder, é essencial mostrar empatia à sua equipe, comunicar-se regularmente e fornecer orientações claras.

Felizmente, as crises tendem a trazer o melhor das pessoas. Durante os ataques terroristas de 11 de setembro, as pessoas arriscaram suas próprias vidas para ajudar os outros. Pense em como você responderia se testemunhasse um terrível acidente de carro. A maioria das pessoas liga imediatamente para a polícia ou SAMU e ajuda às vítimas da maneira que puder. Ao enfrentar uma crise comum, vamos nos empenhar para ajudar os outros. No caso do novo coronavírus, estamos fazendo sacrifícios pessoais para ajudar a “achatar a curva”.

Enquanto enfrentamos esse terreno desconhecido, considere o seguinte para ajudar a manter seu negócio em andamento a longo prazo: 

 

Pratique a empatia. Começa aqui.

Diga aos seus colaboradores o quanto você se importa e entende os desafios incomuns que eles estão enfrentando (por exemplo, recebendo ligações com crianças pequenas em casa). Seja empático e flexível com base nas circunstâncias individuais de cada funcionário.

 

Mantenha a comunicação

Programe reuniões on-line regulares de check-in com sua equipe para comunicar atualizações, ver como as pessoas estão indo e resolver quaisquer preocupações. Fique conectado com seus clientes através das mídias sociais, seu site, boletim informativo, blogs e outros meios digitais. Deixe-os saber como você está se adaptando e evoluindo (por exemplo, oferecendo serviços remotamente, fechando temporariamente etc.) e mantenha-os informados durante a crise.

DICA: Em meu canal do Youtube você encontrará um vídeo onde falo sobre Escuta Ativa. Considere assstir!

 

Mostre liderança forte

Está difícil para a empresa? Tiraram o tapete debaixo de seus colaboradores. Com emoções e medo intensificados, é ainda mais crítico fornecer uma direção e uma estrutura clara para ajudar a guiá-los nesse período difícil. Os líderes que exalam empatia no meio da crise do COVID-19 estão experimentando um aumento na popularidade.

 

Seja bom com os outros 

Lembre-se de quase todo mundo está sofrendo um golpe financeiro por causa da pandemia. Enquanto os governo federal e estadual estão trabalhando para aliviar os encargos financeiros de várias maneiras – por exemplo, estendendo os prazos de pagamento de impostos, criando pacotes, perdoando temporariamente dívidas etc. -, o impacto ainda é sentido por muitos. 

Durante esse período financeiramente difícil, faça sua parte e ajude outras pessoas como e onde puder. Pague seus funcionários como puder. Doe para bancos de alimentos. Ofereça serviços gratuitos (virtuais). Seja você uma academia que transmite aulas gratuitas de fitness ou um terapeuta postando dicas para gerenciar esse cenário mental e emocionalmente difícil, vamos enfrentar essa pandemia com uma mentalidade de “seja bom com os outros”.

 

Seja grato 

Simples atos de bondade percorrem um longo caminho durante tempos assustadores. Agradeça à pessoa que estoca as prateleiras no supermercado, ao gari que recolhe seu lixo, as pessoas que estão na linha de frente no abastecimento de comida, água e energia elétrica. Eles estão se colocando em risco interagindo diariamente com o público, garantindo que tenhamos os suprimentos necessários para superar isso. Aprecie os profissionais de saúde nas linhas de frente e lembre seus colegas de fazer o mesmo. Seja generoso com seus elogios e apreço.

Inclusive publiquei um artigo falando sobre O que a neurociência diz sobre gratidão. Vale a pena conferir! 

 

E por fim, fique calmo 

É fácil entrar em pânico em períodos de incerteza, mas o pânico não ajuda. Lembre aos seus colaboradores que, embora não possam controlar essa situação, eles podem controlar sua reação a ela. Encontre a sua calma para poder transmitir calma aos outros.

Durante essa crise, vamos nos concentrar na resiliência e na empatia. Estamos juntos nisso e vamos resolver isso juntos. Fiquem bem!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Katiane Vieira
Katiane Vieira

Escritora, palestrante e atitude e empreendedora social com foco em desenvolvimento sustentável. Seu objetivo é motivar as pessoas de todos os cantos do mundo a fazerem mais para que possam viver uma vida mais feliz, seja para obter mais benefícios de suas atividades diárias ou para viver uma vida cheia de emoções positivas e realizações únicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias
Podcast
Katiane Vieira
ACESSE!
Acompanhe no Facebook
Teste de Inteligência Emocional
Quer receber novidades? Coloque seus dados abaixo!

Escritora e Palestrante

ENTRE EM CONTATO

Contato para Palestras

contatos

© Copyright  2020 | Katiane Vieira | Todos os direitos reservados.

Scroll Up