fbpx
Pesquisar
Close this search box.

Katiane Vieira

Técnica para superar a insatisfação no trabalho 

A insatisfação profissional pode ser causada por uma série de fatores, como falta de desafios, conflito com colegas de trabalho, conflitos com o chefe, com a cultura organizacional da empresa, a carga horária, a falta de flexibilidade de horário, ou até mesmo falta de reconhecimento ou remuneração insuficiente. Se você se sente insatisfeito com o seu trabalho atual, talvez seja hora de sair dessa insatisfação e planejar uma carreira de sucesso.
blog

Compartilhe:

Existem diversas pesquisas que apontam altos níveis de insatisfação com o trabalho no Brasil. Uma das mais recentes é a pesquisa “Trabalho e Saúde Mental”, realizada pelo Survey Monkey.

De acordo com essa pesquisa, cerca de 90% dos trabalhadores brasileiros relataram algum grau de insatisfação com o trabalho atual.

Muitas vezes, ouvimos pessoas dizendo que estão insatisfeitas com o trabalho, mas será que essa insatisfação se deve ao fato de não gostarem de algumas tarefas que executam ou há algo mais profundo envolvido nessa questão?

É importante distinguir entre não gostar de algumas atividades do trabalho e estar verdadeiramente insatisfeito com a ocupação como um todo. Afinal, essa distinção pode ser fundamental na hora de tomar decisões importantes relacionadas à carreira e à qualidade de vida.

Por isso, eu começo este artigo esclarecendo o que de fato significa estar insatisfeito com o trabalho.

O que é insatisfação profissional.  

Trata-se de um sentimento de descontentamento com o trabalho que uma pessoa desempenha, seja ele remunerado ou não. Isso pode estar relacionado com a rotina, a remuneração, as condições de trabalho, o ambiente de trabalho, entre outros fatores. 

Por exemplo, uma carga de trabalho excessiva ou um ambiente de trabalho estressante ou hostil pode levar ao desgaste profissional e à insatisfação. Ter um chefe ou colegas de trabalho difíceis também pode afetar negativamente a satisfação no trabalho. 

E quando uma pessoa está insatisfeita com o seu trabalho, isso pode afetar sua vida de várias maneiras. Algumas dessas consequências podem ser observadas de forma prática e objetiva, enquanto outras são mais subjetivas e difíceis de medir. E isso acontece porque a satisfação pessoal e a felicidade são itens fundamentais em qualquer situação da vida, e no ambiente profissional não é diferente.  

Mas olha só, eu não estou aqui falando de fazer tarefas que você não gosta.  

 

Estar insatisfeito com o trabalho é diferente de executar tarefas que não gostamos

Vamos deixar claro que insatisfação profissional é diferente de fazer algumas tarefas que precisam ser feitas, mas que você detesta. Eu sou muito realizada com a minha profissão, entretanto, há sim tarefas que eu preciso fazer e eu detesto!  

Eu faço porque tem que ser feito. E não fico de mimimi. Isso inclusive é um dos pontos que diferencia os adultos de crianças. Um adulto faz o que precisa ser feito. Quem fica reclamando ou se queixando do que não gosta de fazer, é criança.  

Uma pessoa madura adota uma mentalidade de trabalho e responsabilidade. Isso inclui aceitar as tarefas que nos são designadas, independentemente de serem agradáveis ou não, e cumpri-las da melhor maneira possível.  

Quando eu falo de insatisfação profissional, estou falando de outra coisa… 

A insatisfação profissional é a sensação de frustração e descontentamento que as pessoas sentem em relação ao seu trabalho. É o sentimento de que o trabalho atual não está satisfazendo as necessidades e desejos da pessoa, e que pode estar prejudicando a sua felicidade e bem-estar geral.  

A insatisfação profissional pode ser causada por uma série de fatores, como falta de desafios, conflito com colegas de trabalho, conflitos com o chefe, com a cultura organizacional da empresa, a carga horária, a falta de flexibilidade de horário, ou até mesmo falta de reconhecimento ou remuneração insuficiente. Se você se sente insatisfeito com o seu trabalho atual, talvez seja hora de sair dessa insatisfação e planejar uma carreira de sucesso. 

Por isso é muito importante você avaliar o quanto a insatisfação profissional afeta a sua vida.  

Você já parou para mensurar isso? 

O quanto essa insatisfação tem afetado a sua saúde física, a sua saúde mental, os seus relacionamentos – relacionamento com marido, esposa, namorado, namorada, filhos, pais, irmãos, amigos, enfim… 

O quanto tem impactado no seu sono, nos seus momentos de lazer, até mesmo na qualidade da sua alimentação?  

Você já realmente refletiu sobre isso? 

Para muitas pessoas é muito difícil não deixar o trabalho afetar a sua vida pessoal. A insatisfação no trabalho pode influenciar muito as relações de uma pessoa com seu círculo familiar e de amizades.  

Alguns dos sinais mais evidentes de insatisfação com o trabalho são: 

  • Alta irritabilidade, ou seja, pequenas coisinhas do dia a dia são capazes de te tirar do sério; 
  • Períodos extensos de procrastinação; 
  • O tempo parece não passar enquanto você trabalha; 
  • Você não mantém boas relações com seus pares e líderes;  
  • Você não se preocupa ou é indiferente com seu trabalho e com a performance da empresa no geral; 
  • Inclusive há dificuldades que muitos tem em dizer não. Por mais que às vezes seja difícil, dizer sempre sim a tudo e a todos pode prejudicar a sua rotina e te fazer trabalhar até mais tarde, podendo levar à frustração e ao esgotamento. 

 

Como resolver esse problema de insatisfação com o trabalho? 

O motivo da insatisfação pode ser a falta de desafios, conflitos com colegas de trabalho, conflitos com o chefe, conflitos com a cultura organizacional da empresa, a carga horária, a falta de flexibilidade, ou até mesmo falta de reconhecimento ou remuneração insuficiente. 

Mas o que faz com que uma pessoa permaneça em um trabalho que não gosta, permanecer por tanto tempo em um trabalho que não lhe gere felicidade, é a falta de autoconhecimento, inteligência emocional e baixa autoconfiança.  

A falta de autoconhecimento pode levar a uma baixa inteligência emocional e a uma baixa autoconfiança, o que pode, por sua vez, levar à insatisfação profissional. Quando uma pessoa não tem autoconhecimento, ela pode ter dificuldade em entender e gerenciar suas próprias emoções e compreender como elas afetam suas decisões e ações.  

Isso pode levar a uma falta de confiança em si mesma e em suas habilidades, o que pode afetar negativamente sua satisfação no trabalho. É importante trabalhar em seu autoconhecimento e em sua inteligência emocional para aumentar sua autoconfiança e, por sua vez, sua satisfação profissional. 

E tudo isso – autoconhecimento, inteligência emocional, autoconfiança, são habilidades pessoais. Quando essas habilidades não são bem desenvolvidas, elas interferem sim na vida profissional. Se você não der foco a isso, torna-se muito mais difícil sair desse quadro de insatisfação profissional e planejar uma carreira de sucesso. 

O desenvolvimento de habilidades pessoais pode ajudar a resolver o problema da insatisfação profissional de várias maneiras. 

Algumas dessas maneiras podem incluir por exemplo: 

Aumentando a confiança em si mesmo:  

Quando você desenvolve habilidades pessoais, como comunicação e resolução de problemas, isso pode aumentar a sua confiança em si mesmo e te dar a coragem de buscar novas oportunidades de trabalho que te façam feliz. 

Ajuda inclusive aumentando as opções de carreira:  

Sim, o desenvolvimento de habilidades pessoais pode abrir novas portas em termos de opções de carreira.  

Quanto mais habilidades você tem, mais opções de trabalho estarão disponíveis para você, o que pode te ajudar a encontrar um emprego que realmente te faça feliz. 

Pode inclusive melhorar o desempenho no trabalho atual:  

O desenvolvimento de habilidades pessoais também pode ajudar a melhorar o seu desempenho no trabalho atual. Quanto mais habilidades você tem, mais eficiente e produtivo você pode ser no trabalho, o que pode aumentar a sua satisfação no emprego e diminuir a sua insatisfação. 

E um último exemplo aqui é o aumento da resiliência:  

O desenvolvimento de habilidades pessoais também pode aumentar a sua resiliência e capacidade de lidar com o estresse no trabalho. Isso pode te ajudar a enfrentar os desafios do trabalho de maneira mais eficiente e diminuir a sua insatisfação profissional. 

Não sabe por onde começar? Pega essa dica! 

Então, se você está insatisfeito com o seu trabalho atual, e quer planejar uma carreira de sucesso, antes de você considerar mudar de emprego, eu te sugiro fazer uma boa avaliação. Um pequeno passo que você pode começar a fazer imediatamente para acabar com a insatisfação profissional é fazer uma lista das coisas que te deixam insatisfeito no trabalho atual.  

Isso pode te ajudar a identificar as principais fontes da sua insatisfação e te dar uma ideia do que precisa ser mudado para que você se sinta mais feliz e satisfeito no trabalho.  

Depois de fazer a lista, tente encontrar soluções para cada um dos problemas que você identificou. Isso pode envolver conversar com o seu chefe ou colegas de trabalho, procurar novas oportunidades de carreira ou desenvolver habilidades pessoais que te ajudem a lidar melhor com os desafios do trabalho. 

É claro que você pode sim considerar procurar novas oportunidades de carreira que estejam mais alinhadas com os seus interesses e valores, e considerar mudar de emprego se você achar que isso pode te ajudar a se sentir mais feliz e satisfeito no trabalho. 

Eu só quero que você perceba é que não existe empresa perfeita. Não existem empresas perfeitas porque, assim como as pessoas, as empresas são feitas de indivíduos que têm suas próprias falhas e imperfeições.  

As empresas também enfrentam desafios e obstáculos, como mudanças nas condições do mercado, concorrência acirrada, problemas financeiros ou conflitos internos entre os funcionários. Além disso, as empresas são criadas por seres humanos, o que significa que estão sujeitas a erros e falhas.  

Então não romantize se sua escolha for mudar de empresa, de mercado ou seguimento.  

Seja lá qual for a empresa ou seguimento que você for trabalhar ou até mesmo se você resolver empreender… problemas sempre irão existir: em alguns momentos os mesmos problemas, em outros problemas diferentes. Mas eles sempre existirão.  

Por isso que quando o assunto é sair da insatisfação profissional e penejar uma carreira de sucesso, é tão importante você estar preparado, e isso implica investir na única coisa que você pode controlar, que é você mesmo.  

Você não pode controlar a forma como seu chefe, colegas de trabalho, clientes ou fornecedores fazem as coisas, mas você pode controlar a forma como você reage e conduz o que te acontece.  

É fácil fazer isso? Sim! Quando você investe em autoconhecimento, no desenvolvimento de habilidades pessoais, fica muito fácil e automático. Mas você precisa começar e se dedicar. Como qualquer coisa na vida. Tudo aquilo que você faz repetidamente, você ficará bom.  

Inclusive tem uma frase bem conhecida de Aristóteles que diz: “nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, portanto, NÃO É UM ato, mas sim um hábito.”  

Portanto, não importa o quão grande o desafio pareça, sempre há uma solução. Mantenha a fé em suas habilidades e continue trabalhando para desenvolver suas habilidades pessoais para alcançar seus objetivos profissionais.  

Para desenvolver essas habilidades, é importante procurar oportunidades de aprendizado, seja através de cursos, treinamentos ou simplesmente praticando e adquirindo experiência. 

É também importante se manter atualizado com as tendências e desenvolvimentos do seu campo de trabalho, para que você possa sempre oferecer o melhor de si e alcançar seus objetivos profissionais.  

O que você não pode mais fazer é deixar a sua insatisfação profissional impactar na sua saúde, nos seus relacionamentos e te impedir de se desenvolver e alcançar o seu potencial máximo. 

Quer mais informações sobre o assunto? Confira o vídeo abaixo na íntegra! 

Compartilhe:

Picture of Katiane Vieira
Katiane Vieira

Escritora, palestrante e empreendedora social com foco em desenvolvimento sustentável. Seu objetivo é motivar as pessoas de todos os cantos do mundo a fazerem mais para que possam viver uma vida mais feliz, seja para obter mais benefícios de suas atividades diárias ou para viver uma vida cheia de emoções positivas e realizações únicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pesquisar
Categorias
Teste de Inteligência Emocional
Podcast
Katiane Vieira
ACESSE!
Acompanhe no Facebook