fbpx

Os 4 obstáculos que impedem mudanças positivas na vida

mudança

Compartilhe:

A mudança é essencial para o seu crescimento e desenvolvimento como pessoa. Sem mudança, você tem a certeza de ficar do jeito que está e de fazer as coisas do jeito que você sempre fez. Para algumas pessoas, isso é bom; elas estão felizes e satisfeitas com as suas vidas. Mas, para muitas pessoas, o caminho atual em que estão necessita de significado e satisfação e elas se sentem presas. Elas querem mudar, mas não conseguem descobrir como mudar.

A realidade é que a mudança é difícil.

Quão difícil? Bem, considerando as baixas taxas de sucesso muitas coisas como resoluções de Ano Novo, parar de fumar, perder peso, melhorar a autoestima, sentir-se menos ansioso, ter melhores relacionamentos, mudar é bem difícil! Por quê? Porque mudar gera desconforto: você terá que sair da sua rotina, terá que criar novos hábitos e para isso você terá que sair da famosa “zona de conforto”. 

Fora isso, mudanças profundas podem ser lentas, frustrantes e dolorosas, cheias de lutas, contratempos e decepções. Se você quer ter uma visão mais positiva de si mesmo, ser um cônjuge melhor, lutar por metas profissionais ou lidar com o estresse de forma mais eficaz, a mudança é a atitude mais difícil, porém poderá ser a mais recompensadora que você já fez.

Um aspecto infeliz da vida, é que muitas vezes criamos obstáculos, geralmente inconscientemente, que podem servir a algum tipo de propósito imediato, mas acabam sendo passivos a longo prazo. Essas barreiras são frequentemente dirigidas por algumas das nossas necessidades mais básicas, por exemplo, para nos sentirmos competentes, para sermos aceitos, para nos sentirmos no controle. Lamentavelmente, esses obstáculos tornam-se intratáveis ​​e acabam impedindo as pessoas de mudar (ou mesmo de tentar mudar) quando passam de benéficas a pesadas.

Os quatro obstáculos

Bagagem. Como todos nós, desde a infância você traz coisas boas para a idade adulta. E, como todo ser humano, você provavelmente também traz algumas coisas não tão boas, o que é comumente chamado de suas “crenças”. Os tipos mais frequentes de bagagem (crenças) que carregamos incluem baixa autoestima, perfeccionismo, medo, necessidade de controle, raiva e necessidade de agradar. Essas bagagens fazem com que você pense, sinta e se comporte com base em quem você era quando criança e não na pessoa muito diferente que você é agora, quando adulto. A maior parte dessa bagagem faz com que você reaja ao mundo de uma maneira improdutiva que pode sabotar seus esforços para alcançar uma mudança positiva na vida.

Hábitos .Quando você experimenta pensamentos, emoções e comportamentos que são movidos por sua bagagem com muita frequência, eles se tornam hábitos profundamente arraigados que ditam como você age e reage ao mundo. Esses hábitos são muito parecidos com os atletas que praticam técnicas ruins. Esta técnica pobre é ligada à sua “memória muscular” e sai em competição. Da mesma forma, quando sua bagagem se torna arraigada como hábitos, elas produzem respostas aparentemente reflexivas, mesmo quando não são saudáveis ​​nem adaptáveis. O desafio é que, assim como os atletas, uma vez que os hábitos estejam arraigados, é difícil “retreiná-los”.

Emoções.Emoções negativas, como medo, raiva, tristeza, frustração e desesperança, podem agir como um poderoso impedimento para a mudança de vida. Por exemplo, muitas pessoas não mudam por medo do fracasso. Eles podem pensar: “E se eu não puder mudar, então vou provar que sou ainda mais fracassado do que sou agora”.  Eles então dizem: “Eu tenho estado assim há muito tempo e estou vivendo, então não vale a pena o risco”. Essas emoções negativas tornam-se barreiras substanciais à mudança, sendo acionadas sempre que você se sentir desconfortável, incompetente ou sem apoio. E o único alívio é recuar para o caminho que você foi.

Meio ambiente.Você cria um  ambiente que ajuda você a gerenciar melhor sua bagagem, hábitos e emoções. Você se cerca de pessoas que apoiam o seu jeito e fazem você se sentir confortável e seguro. Você se envolve em atividades que exercem seus pontos fortes, já que isso ajuda a mascarar ou mitigar esses obstáculos. Infelizmente, esse ambiente reforça quem você é, mesmo quando não quer ser quem você é, e pode fazer com que você continue por um caminho que interfira na sua felicidade e no alcance de seus objetivos. Esse ambiente pode, no mínimo, não apoiar a mudança e, na pior das hipóteses, desencorajar a mudança.

Em todos os quatro casos, quando você permite que esses obstáculos controlem sua vida, eles têm o efeito de sabotar seus esforços para mudar sua vida de uma forma positiva. Ainda pior, você se sente preso, frustrado e impotente para mudar seu destino na vida.

Neste caso, vale uma reflexão! 

Compartilhe:

Katiane Vieira
Katiane Vieira

Escritora, palestrante e empreendedora social com foco em desenvolvimento sustentável. Seu objetivo é motivar as pessoas de todos os cantos do mundo a fazerem mais para que possam viver uma vida mais feliz, seja para obter mais benefícios de suas atividades diárias ou para viver uma vida cheia de emoções positivas e realizações únicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias
Podcast
Katiane Vieira
ACESSE!
Teste de Inteligência Emocional
Acompanhe no Facebook
Quer receber novidades? Coloque seus dados abaixo!