fbpx
Pesquisar
Close this search box.

Katiane Vieira

5 Passos para Inteligência Emocional

Aqui estão os cinco passos que não só salvaram minha vida, mas também me ajudaram a criar um dos programas mais completos de desenvolvimento pessoal no Brasil, o Método E.C – Expansão da Consciência.
InteligenciaEmocional

Compartilhe:

Vinte anos atrás, eu era apenas uma sombra da pessoa que sou hoje. Minha vida era um ciclo contínuo de insatisfação e frustração. Filha de pescador e de uma família humilde, comecei a trabalhar aos 15 anos e me tornei mãe aos 17. Até meus 25 anos, eu mal sabia gerenciar minhas emoções ou as expectativas ao meu redor, quem dirá ter Inteligência Emocional. Eu queria mais da vida, mas estava sobrecarregada e me perdi em um mar de dúvidas sobre minhas próprias capacidades. 

Talvez você não conheça a minha história, mas eu já vendi bijuterias, gerenciei uma loja de brinquedos e até abri meu próprio negócio, que acabou falindo. Passei por um burnout, lutei contra a depressão, e em um momento da minha vida parecia desmoronar. Mas foi quando eu estava no fundo do poço que eu percebi que precisava mudar. A frase “daqui a cinco anos, você vai desejar ter começado hoje” foi o estalo que eu precisava. Então, eu mergulhei de cabeça no meu processo de mudança. 

Percebi o quão essencial o autoconhecimento é para nossa vida e decidi mergulhar fundo em um processo de autodescoberta que iria transformar completamente minha maneira de viver e interagir com o mundo. 

Essa jornada de transformação pessoal não só despertou uma paixão ardente pelo desenvolvimento humano, mas também me guiou por um caminho de educação e especialização em áreas como inteligência emocional, psicologia positiva, neurociência do comportamento, PNL e coaching.  

Aqui estão os cinco passos que não só salvaram minha vida, mas também me ajudaram a criar um dos programas mais completos de desenvolvimento pessoal no Brasil, o Método E.C – Expansão da Consciência. 

1. Autoconsciência 

A minha jornada em busca da Inteligência Emocional começou com a autoconsciência. Reconheci que, sem entender minhas próprias emoções, eu nunca poderia gerenciá-las eficazmente. Comecei a refletir sobre minhas reações e a meditar. Essa prática abriu as portas para uma compreensão mais profunda de quem eu era e de quem eu poderia ser. 

Inclusive eu já escrevi um artigo falando sobre “As dimensões do autoconhecimento: desvendados os 6 tipos existentes”.

A jornada rumo ao autoconhecimento é muitas vezes mal interpretada. É comum essa jornada ser relegada ao status de clichê ou simplificada como uma questão de identificar pontos fortes e fracos.   

No entanto, esta simplificação negligencia a profundidade e a complexidade do verdadeiro autoconhecimento. Afinal, o autoconhecimento transcende a autoanálise superficial para tocar as raízes de nossa existência e comportamento.   

2. Autogestão 

Aprender a gerenciar minhas emoções foi o segundo passo crucial rumo à Inteligência Emocional. Encontrei na meditação e na prática de pilates maneiras de manter a calma mesmo nas situações mais estressantes.  

Talvez você esteja achando tudo isso muito estranho, mas saiba que essas técnicas me permitiram tomar decisões mais ponderadas e manter o foco em meus objetivos. Mas saiba que tanto a meditação quanto o pilates podem ajudar a acalmar o sistema nervoso, reduzindo os níveis de estresse e ansiedade. A capacidade de manter a calma e a clareza sob pressão é uma habilidade chave da inteligência emocional. E essas práticas me ensinam técnicas de respiração e foco que podem ser usadas para controlar respostas emocionais em situações desafiadoras. E foi justamente por aí que eu comecei: aprendi a respirar.  

3. Empatia 

Desenvolver empatia transformou a maneira como eu interagia com os outros. Aprendi que empatia não é simplesmente se colocar no lugar do outro, como muitos pensam. Empatia é entender que o outro é um indivíduo único, com suas próprias vivências, dores, crenças e valores.  

Praticando a escuta ativa, eu podia realmente me conectar e compreender as pessoas ao meu redor, sem impor minhas próprias experiências como referência. Isso não só enriqueceu meus relacionamentos pessoais e profissionais, mas também me ensinou a resolver conflitos de maneira mais eficaz. 

4. Habilidades Sociais 

Investir em minhas habilidades sociais, especialmente em comunicação eficaz, foi transformador para aprimorar minha Inteligência Emocional. Participar de workshops e cursos me ajudou a expressar claramente minhas ideias e a colaborar melhor com os outros, habilidades essenciais para qualquer líder. 

5. Motivação 

Por fim, buscar forma de me auto motivar foi essencial. A isso eu atribuo a minha resiliência. Defini metas que eram verdadeiramente importantes para mim e alinhadas com meus valores. Essa motivação intrínseca me impulsionou a superar obstáculos e a atingir sucessos que antes pareciam impossíveis. 

Hoje, vivo a vida que sempre sonhei. Passo dois meses do ano na Europa com minha filha, que mora lá desde 2018. Tenho tempo para as pessoas que amo, e me dedico a ajudar outros a alcançar suas próprias transformações através do Método E.C – Expansão da Consciência.

Se eu consegui mudar minha vida partindo de onde estava, você também pode. Não se trata apenas de onde você vem, mas de quem você decide ser e do que você faz para alcançar seus sonhos. 

Essa é a essência da inteligência emocional: conhecer-se profundamente, gerenciar suas emoções, conectar-se verdadeiramente com os outros, e viver uma vida motivada e alinhada com seus valores mais profundos.  

Venha comigo nessa jornada e descubra o poder da transformação pessoal. 

Compartilhe:

Picture of Katiane Vieira
Katiane Vieira

Escritora, palestrante e empreendedora social com foco em desenvolvimento sustentável. Seu objetivo é motivar as pessoas de todos os cantos do mundo a fazerem mais para que possam viver uma vida mais feliz, seja para obter mais benefícios de suas atividades diárias ou para viver uma vida cheia de emoções positivas e realizações únicas.

20 respostas

  1. Olá.
    Gostei muito da sua definição da inteligência emocional. Sou uma mulher de 49 anos e ainda tenho problemas com minhas emoções. Sinto que preciso me redescobrir para saber onde me encaixar na vida . Todos os lugares que vou te ho algum tipo de problema.

    1. Rosilene, agradeço por compartilhar sua experiência e por suas palavras. É completamente normal enfrentarmos desafios com nossas emoções ao longo da vida, e reconhecer essa necessidade de se redescobrir é um passo importante em direção ao crescimento pessoal.

      A jornada de autoconhecimento pode ser transformadora, permitindo-nos entender melhor nossas emoções, padrões de pensamento e comportamento. À medida que nos tornamos mais conscientes de quem somos, também podemos descobrir onde nos encaixamos melhor na vida e como lidar com os desafios que encontramos em diferentes situações.

      Lembre-se de que cada passo que você dá em direção ao autoconhecimento é um passo na direção certa. Se precisar de apoio ou orientação ao longo desse caminho, estou aqui para ajudar. Você não está sozinha nesta jornada.

      Desejo a você muita coragem, paciência e determinação enquanto você se redescobre e busca seu lugar na vida. Estou torcendo por você. Abraços, Katiane

  2. Katiane, gratidão por compartilhar um pouco da sua história e com ela a virada de decisão na busca de conhecimentos, crescimento e glória.
    Abraços, Rosária.

    1. Rosária, agradeço imensamente suas palavras de gratidão e apoio. Compartilhar minha jornada pessoal e os aprendizados que obtive ao longo do caminho é uma maneira de inspirar e incentivar outros a também buscarem o crescimento e a realização pessoal.

      É verdade que as viradas de decisão podem ser pontos de transformação em nossas vidas, e estou feliz por ter tido a coragem de dar esse passo em direção ao autoconhecimento e ao desenvolvimento pessoal.

      Que sua jornada também seja marcada por momentos de crescimento, aprendizado e glória. Estou aqui para oferecer apoio e incentivo sempre que precisar.

      Abraços e que a jornada de cada um de nós seja repleta de descobertas e realizações.

    1. Edmilson, lidar com o estresse no trabalho, especialmente em um papel de liderança, pode ser desafiador, mas é possível desenvolver habilidades para gerenciar suas emoções de forma mais eficaz. É importante ressaltar que não dá para ser uma pessoa emocionalmente inteligente sem investir em autoconhecimento. Existem 5 pilares básicos da Inteligência Emocional, e o autoconhecimento é o primeiro deles.

      Aqui estão algumas sugestões que podem ajudá-lo a manter seu emocional no ambiente de trabalho:

      Pratique a autogestão: Reserve alguns minutos do seu dia para praticar técnicas de relaxamento, como respiração profunda, meditação ou exercícios de mindfulness. Isso pode ajudá-lo a reduzir o estresse e a manter a calma mesmo diante de situações desafiadoras.

      Estabeleça limites: É importante definir limites claros entre o trabalho e a vida pessoal para evitar o esgotamento. Dedique tempo para atividades que você gosta fora do trabalho e aprenda a delegar tarefas sempre que possível para evitar sobrecarga.

      Cultive a empatia: Tente se colocar no lugar dos seus colaboradores e entender as pressões e desafios que enfrentam. A empatia pode ajudá-lo a se conectar melhor com sua equipe e a encontrar soluções colaborativas para os problemas.

      Aprimore suas habilidades sociais: Invista em desenvolver suas habilidades de comunicação e liderança. Aprender a expressar suas ideias de forma clara e a ouvir atentamente as preocupações dos seus colaboradores pode melhorar significativamente o ambiente de trabalho.

      Encontre motivação intrínseca: Identifique o que realmente o motiva no trabalho e alinhe suas metas e valores pessoais com suas responsabilidades profissionais. Isso pode ajudá-lo a encontrar um propósito maior no seu trabalho e a manter-se motivado mesmo diante de desafios.

      Para um resultado mais eficaz, considere investir em cursos para o desenvolvimento de habilidades pessoais. Esses cursos podem oferecer ferramentas adicionais e orientações específicas para lidar com o estresse e aprimorar sua inteligência emocional no ambiente de trabalho. Lembre-se de que é um processo contínuo e que pequenas mudanças podem ter um grande impacto no seu bem-estar emocional.

    1. Jose, muito obrigado pelos seus parabéns e palavras gentis! Fico realmente feliz em poder compartilhar meus conhecimentos e experiências com você. Se houver mais alguma dúvida ou se precisar de mais alguma orientação, estou à disposição para ajudar. Conte comigo sempre que precisar. Um grande abraço!

  3. Tenho procurado ser uma pessoa melhor e mais produtiva e estes pontos em destaque focarei sempre em meu dia a dia. Muito bom!

    1. Luiz, fico muito contente em saber que você está buscando se tornar uma pessoa melhor e mais produtiva. Focar nos pontos destacados pode realmente fazer toda a diferença no seu dia a dia. Lembre-se de que é um processo contínuo e que pequenas mudanças podem levar a grandes resultados ao longo do tempo. Continue com essa determinação e comprometimento, e estou certo de que alcançará seus objetivos. Sucesso em sua jornada de autodesenvolvimento!

    1. Karine, é ótimo saber que você está interessada em colocar em prática esses conceitos de inteligência emocional! Aqui estão algumas sugestões para começar:

      Autoconhecimento: Dedique um tempo para refletir sobre suas próprias emoções, pensamentos e comportamentos. Mantenha um diário emocional para registrar suas experiências e identificar padrões.

      Autogestão: Experimente técnicas de relaxamento, como meditação, respiração profunda ou exercícios de mindfulness, para ajudar a lidar com o estresse e as emoções intensas.

      Empatia: Pratique a escuta ativa ao interagir com os outros. Tente entender suas perspectivas e emoções, sem julgamento. Coloque-se no lugar deles para compreender melhor suas experiências.

      Habilidades Sociais: Trabalhe na melhoria da sua comunicação e habilidades de relacionamento. Pratique expressar suas ideias de forma clara e eficaz, e busque oportunidades para colaborar e resolver conflitos de maneira construtiva.

      Motivação: Identifique suas metas pessoais e profissionais e estabeleça um plano para alcançá-las. Encontre fontes de motivação intrínseca, como valores e interesses pessoais, para mantê-lo focado e determinado.

      Lembre-se de que o desenvolvimento da inteligência emocional é um processo gradual e contínuo. Esteja aberta a aprender e crescer ao longo do tempo. Se precisar de mais orientações ou dicas específicas, estou aqui para ajudar. Boa sorte em sua jornada de prática da inteligência emocional!

      E se você estiver interessada em explorar ainda mais esses conceitos e aprofundar sua prática, considere também o Método E.C – Expansão da Consciência, um curso abrangente que oferece ferramentas e orientações para desenvolver ainda mais sua inteligência emocional. Estou à disposição para fornecer mais informações, se desejar.

  4. Achei muito interessante esse processo que envolve o desenvolvimento da inteligência emocional.

    1. Maria, que bom que você achou o processo de desenvolvimento da inteligência emocional interessante! Realmente, investir nesse aspecto da nossa vida pode trazer inúmeros benefícios, tanto pessoais quanto profissionais. Se precisar de mais informações ou quiser compartilhar suas experiências, estou aqui para ajudar. Obrigado pelo seu comentário e continue buscando o crescimento pessoal. Estou torcendo por você!

  5. Tenho 66 anos e nunca consegui me realizar,passei a vida toda cuidando dos outros e esqueci de viver.

    1. Maria, é compreensível que você se sinta assim, mas saiba que nunca é tarde para buscar sua própria realização e felicidade. Reconhecer a importância de cuidar de si mesma é um passo valioso. Às vezes, ao nos dedicarmos aos outros, podemos negligenciar nossas próprias necessidades e desejos. Mas agora é o momento de priorizar o seu próprio bem-estar e encontrar maneiras de viver uma vida mais plena e satisfatória.

      Investir em seu autoconhecimento e desenvolvimento pessoal pode ser uma jornada transformadora, mesmo em uma idade mais avançada. Ao se conhecer melhor e identificar suas paixões e interesses, você pode descobrir novas oportunidades e experiências que trazem significado e realização para sua vida.

      Se você estiver aberta a explorar novas possibilidades, considere participar do Método E.C – Expansão da Consciência. Este curso abrangente pode fornecer ferramentas e orientações para ajudá-la a redescobrir a si mesma e a encontrar um caminho para a realização pessoal.

      Lembre-se de que você merece viver uma vida feliz e satisfatória, e estou aqui para oferecer apoio e orientação em sua jornada. Se precisar de mais informações ou tiver alguma dúvida, não hesite em me procurar. Estou torcendo por você!

  6. Tenho depressão e ansiedade,causadas por problemas emocionais,gostaria muito de me comunicar com pessoas que deixaram essas doenças para trás!!

    1. Regina, entendo como pode ser desafiador lidar com a depressão e a ansiedade, especialmente quando causadas por problemas emocionais. É importante lembrar que você não está sozinha nessa jornada e que existem pessoas que conseguiram superar essas dificuldades e encontrar um caminho para uma vida mais saudável e equilibrada.

      Buscar apoio e compartilhar suas experiências com outras pessoas que passaram por situações semelhantes pode ser muito reconfortante e inspirador. Conectar-se com uma comunidade de apoio pode fornecer um espaço seguro para compartilhar seus desafios, receber suporte emocional e trocar insights e estratégias para enfrentar a depressão e a ansiedade.

      Lembre-se de que a recuperação da depressão e da ansiedade é um processo gradual e individual, e cada pessoa tem seu próprio caminho para a cura. Não hesite em buscar ajuda profissional, se necessário, e lembre-se de que existe esperança e ajuda disponíveis para você. Estou aqui para oferecer apoio e orientação em sua jornada de recuperação. Forte abraços!

  7. O texto aborda a inteligência emocional de uma maneira bem enchuta, apesar da complexidade do tema, com enfoque em poucos fundamentos, mas que no fundo se conectam. A autoconsciência é fundamental para calorar a autogestão, sem esse conhecimento não podemos interferir na sua realidade. Dado a habilidade social como uma capacidade de interagir positivamente com o meio e as pessoas com as quais convivemos, estamos exercitando, via de consequência, a empatia, instrumento que vai além do que se colocar tão somente no lugar do outro, mas entendê-lo como sujeito de direito, com suas individualides e preferências e por fim, o caráter da automotivacão, como um termômetro balizador na persecução dos objetivos a ser atingidos, que se entrelaça nos fundamentos, tambem, da autogestão, já inicialmente comentado.

    1. José, agradeço por compartilhar suas reflexões sobre o texto e sua visão sobre os fundamentos da inteligência emocional. Concordo plenamente com você que a autoconsciência é fundamental para orientar a autogestão e que a habilidade social, ao interagirmos com os outros, naturalmente nos permite exercitar a empatia de forma mais profunda.

      Inteligência emocional é um processo e, como todo processo, inicia com os primeiros passos. Os passos que menciono no artigo foram os primeiros que percorri em minha própria jornada de transformação pessoal.

      É interessante observar como esses diferentes aspectos se entrelaçam e se complementam no desenvolvimento da inteligência emocional. Cada um desses elementos contribui para uma compreensão mais profunda de nós mesmos e dos outros, e para uma vida mais equilibrada e satisfatória.

      Como você destacou, a automotivação desempenha um papel crucial como um termômetro balizador na busca de nossos objetivos. É essa motivação intrínseca que nos impulsiona a seguir em frente, mesmo diante dos desafios.

      Esses fundamentos mencionados são realmente os primeiros passos nesse processo de desenvolvimento da inteligência emocional. É como iniciar uma jornada rumo ao autoconhecimento e ao crescimento pessoal, e cada passo nos leva mais perto de uma vida mais plena e significativa.

      Obrigado por compartilhar suas reflexões e por reconhecer a importância desses elementos no desenvolvimento da inteligência emocional. Espero que você continue sua jornada de autodescoberta e crescimento pessoal, e estou aqui para oferecer apoio e orientação sempre que precisar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pesquisar
Categorias
Teste de Inteligência Emocional
Podcast
Katiane Vieira
ACESSE!
Acompanhe no Facebook